3.3.07

vo O



~











o des-per-ta-dor a

fazer tik-tak-tik-tak-tik-tak...

sempre-a-mesma-mesa

sempre-os-mesmos-olhos

pensou mudar de boca e d` ouvidos

é preciso mudar alguma coisa disse o homem

e repetiu e repetiu e

repetiu

pra começar trocou as palavras:

ao muro chamou vento

à casa espelho

à casa espelho ( à casa lua?

à lua casa

à estátua peixe

à rua pastagem

à morte voo


( criou então um lugar mágico onde anotava as letras

ainda quentes...)











[ fot letra s zup







13 comentários:

Nan disse...

que seja um lugar mesmo mágico.

...senão as coisas apoderam-se de novo das palavras...

anatema disse...

...y por qué mudar???

a qué cambiar lo que colmaba???

RAFAEL disse...

Gosto do ar, gosto de voar.
Beijos.

luís disse...

Agora nesta nave

O quarto Sol

O tapete flores amarelas

O eclipse cinzento ao longe

Invisível

Lisboa infinita

Barcelona infinita

Demasiadas. Infinitas

...

Anotei as próximas letras. Para que mais tarde faças as Outras palavras...

Tanto
Abraço

un dress disse...

o mágico lugar...
secreto! :))

anatema... colmar pouco se colma :))

(é ela por ela...)



gos-to-de voooooooooooo-arrrrrr
moi aussi*



nesta nave.

(júlio verne anota as próximas
letras...palavras...
que eu... demasiada infinitude?...)

abraço muito

violeta disse...

Reinventar tudo: dos significantes ao que significa.
Decantar e observar escrupulosamentetudo,
e reescrever...

Gostei muito, é uma fantástica little story...:)
Vou trabalhá-la com os meus jobens!

ABRAÇO...BEIJO

luís disse...

"O percurso do nosso pensamento e as palavras que o vão exprimindo. São coisas diferentes. Um pensamento correcto segue à confiança o seu caminho. Mas as palavras que o esperam podem ser salteadoras ou vigaristas de que o pensamento se não dê conta. Não te irrites portanto se alguém quis dizer rosa e disse uma couve. Quando enfim por milagre se lê mesmo couve a única forma de nos salvarmos é conseguir que a couve esteja perfeitamente certa. Ou seja admitir que se tratava de um jardim e não de uma horta. Ou da sopa do almoço."


Vergílio Ferreira
Escrever [fragmento 126]

beijo

un dress disse...

"tratado da importãncia de te ter aqui luís..."

é que esse texto é tão mas tão...

"dito por outras palavras é dele a dizer por mim..."

beijo obrigada

Anônimo disse...

ai que me voo
destas paragens

ai que breves espelhos
de água

peixes que deslizam
sóis de vidro

espuma e pastagens...

patricia disse...

E as letras ainda quentes marcam em brasa

***

un dress disse...

e ficam pra sempre patrícia!

beijO

PAULO KALI disse...

gostei e vou continuar a visitar.

un dress disse...

olá assentador d´ideias!

bem-vindo :)