30.8.14

~






Paulo Leminski wrote...




Apagar-me




Apagar-me-diluir-me-desmanchar-me-até-que

depois de mim de nós de tudo
não reste mais que o charme.






( texto alterado )





Lavinia Saad said...
After Paulo Leminski


Blur me
Remove me
Shoot me out of the sky
I'll leave in my wake but
The plume of my charm


~



38 comentários:

un dress disse...

just in case...

Paulo Sempre disse...

O eterno...charme..
Obrigado pela vista.
Paulo

alice disse...

eu ainda há bocadinho aqui estive. e isto não estava assim. mas está mais bonito agora. ainda por cima tem um poeta que eu gosto. vou ali mais abaixo ainda. há pouco não pude comentar. mas quero deixar umas palavrinhas. beijinhos *

Sinclair disse...

Poema forte, actual

amita I disse...

Passeei o tempo neste imenso sentir.
Adoramos.
Grata pela visita ****

Pollan disse...

daixar ser


pra no fim acabar


tudo vira poeira cósmica.

Lavinia Saad disse...

After Paulo Leminski

Blur me
Remove me
Shoot me out of the sky
I'll leave in my wake but
The plume of my charm

Entre linhas... disse...

Imagem super charmosa...o cosmos.

Bjs zita

violeta disse...

Melancolia alegre, existe?
Que lindo este bilinguismo, suave como borboletas!
Abraço, amiga :)

Alexandre disse...

Quem me dera ser cometa, para percorrer todo o universo ainda mais depressa que o pensamento...

Beijinhos!!!

Daniel Aladiah disse...

Composições ou posts alternativos... de que gosto. Aguçam a curiosidade de imaginar quem os prepara.
Um beijo
Daniel

d disse...

Ía dizer: que pena essa alma andar tão perdida do corpo...

Mas nada disse: escrevi aqui.

Eyes wide open disse...

:)
gostei!
do post e da nova imagem.
*

Mary Lamb disse...

Fico desconcertada!


***

un dress disse...

Melancolia.

Bonjour!

david santos disse...

Olá!
Bello e lógico em relação a um futuro pouco promissor para a humanidade. É evidente que no texto há mais profundidade, mas penso que o seu sentir, ainda que visto por mim de uma forma rápida, mostra muito mais do que aquilo que aqui digo.
Muitos parabéns. Brilhante.

~l disse...

BOM DIA ÀS AVES


não marinhas,

~~~~~~~~~~~~~~~~~

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

~~~~~~~~~~

MARTA disse...

Sem deixar nada.....
Ou apenas uma vaga memória; gostei dos textos e da foto.
Também gostei do novo look do blog.
Obrigada pela resposta ao desafio.
Temos que continuar a apreciar enquanto o temos o "blue sky".
Beijos e abraços
Marta

Eufrázio Filipe disse...

Que viva o charme e cantem as estrelas

Moura ao Luar disse...

Mudasti hehe branquinha...

Joaquim Amândio Santos disse...

the world can give you what it has but i´ll give my self, being everything.
you no longer can be my friend if you no longer can be my queen!

Om-Lumen disse...

A metamorfose chicoteia cada partícula de energia de um todo para gerar o movimento de holo-reunificação no Silêncio Perene.

Um abraço amigo.

Om-Lumen

Charmoso disse...

Por acaso tocaste na palavra charme???

Hummm... apetecia-me dizer.te algo, mas que se clahar só o deveria fazer in private....

anatema disse...

Apagarme
al tiempo que la luna
sea eclipsada
por el sol
y sólo un espasmo
me sea permitido
hasta quedar rendida.

Gracias por tus palabras, por pensar en mi.

Un abrazo amiga mía.

Abssinto disse...

A imensidão das galáxias é tão absurda que me agonia. uff!

bj

antónio paiva disse...

..................

eteRnaMente inFiel, mesmo à inFidelidade

:)

..................

Beijo, noite serena e bom fim-de-semana

un dress disse...

o charme do Paulo Leminski pegou PAULO...a vista é recém, precisava de respirar claro e amplo :)

...foi de repente ALICE a mudança também me surpreendeu, tanta largueza até me assustou :))

SINCLAIR. viajaste até aqui. passo no jardim. obrigada... ~

AMITA I também passo o tempo nisso de sentir....a perder da vista até de mim mesma.*

POLLAN enquanto não viramos pó...we write! um pó * :)

LAVINIA de novo muito bem-vinda. o poema ampliou de modo incrível na tradução. obrigada! ~

ENTRE LINHAS o cosmos e o charme de ser cosmos...uma nova aplicação linda do charme ! :)

VIOLETA essa melancolia existe, é...como sabes.
quanto ao bilinguismo que raia e rala..............setora. ai, não me batas!! :))

um dia ALEXANDRE, é provável que venhas a ser cometa! qualquer um pode...mais tarde, eu acredito! :)

DANIEL, o resto do teu nome dá-me vontade de dançar. esquis, porque será? may be as ressonâncias árabes... lindo! :)

D ao escrever dizes, disseste...mas tu tens essa coisa mágica das palavras à flor dos dedos, por isso...*

your eyes are so so open, ainda bem que gostaste da mudança... EYES WIDE OPEN... :)

MARY LAMB adoro o teu desconcerto. eu também sinto, o meu é mais com S, desconSerto de seu nome... :)))


Obrigada a tOdOs

lindo terem vindo e aqui

permanecerem...

dOces sOnhOs *

un dress disse...

DAVID de facto cada poema cada letra é muito mais do que é: é a magia de poder ser tudo ou nada, dependendo de quem lê...:)

~L bom-dia-à-vida-aqui-em-baixo...~

blue-blue sky, blue-blue velvet :) obrigada pelo convite MARTA! convida-me-que-eu-vou! :)

EUFRÁSIO FILIPE que as estrela nascem do amor e cantam não tenho dúvida alguma...:) *

MOURA AO LUAR que o desejo canta e se faz em ti letras e vermelho...também digo sim! :)&

AMÂNDIO (...)
"And then he laid his hands on the bars of iron
and pulled at them with such might that he
ripped them right out of the stone walls. And
one of the bars of iron cut through the flesh of his hands to the bone. And then he leaped
into the chamber to the queen." ~

OM-LUMEN " brilha aqui para nós e estarás em todo o lado,
Esta cama é o teu centro, estas paredes a tua esfera."

...danke***

CHARMOSO you´re wellcome!
...in private? mas que coisa!!! :))


abraçOs.dos-que-aconchegam-e-expandem.
gRata...:)

un dress disse...

ANATEMA...
não tinha agora resposta
para uma lua que apagava absorta
na embriaguês sombreada das folhas...
estamos aqui. both...
(http://miolando.blogspot.com /)*

ABSSINTO. as galáxias se calhar enjoam...enquanto habitarmos este enjoado corpo...later...who knows...? ;)*

ANTÓNIO...pois é. pois é...isto: ser infiel a um texto sendo-lhe ainda mais fiel...lindo! :)*

bOM dia de luZ.
abraçOs.dos-que-aconchegam-e-expandem.
gRata...:)

patricia disse...

Tenho saudades do verde do musgo do calor. O verde és tu!! Natureza, sangue que te corre nas veias... mas a mudança, esse bicho da mudança!!!

Beijos***

Continuarei a vir, claro! Of course! **

patricia disse...

O charme que dilui que apaga tudo à volta. Só existe ele, ela e o resto fica diluído na sua presença, nada mais resta do que a sua presença!

***

un dress disse...

...o verde está dentro do branco...:)

e do sangue.


do charme e da sedução pouco me fica a mim patrícia!
banalizou-se tanto como modo de vida...
preciso visceralmente do cheiro e da pele.
mesmo na memória...

beijO-querida-patrícia :)))

Anônimo disse...

Estou curtindo a nossa parceria.

Que musica eh essa? Parece um requiem. Eu nao posso ouvir musica assim aa noite, me assombra.

Bjs

LS

un dress disse...

:)))

beijO

Alessandra Espínola disse...

Ah, essa Lavínia e suas traduções... e Leminsk , instigam! Um beijo pra você, un dress!

un dress disse...

grande prazer ter-te aqui!!




...



abraçO. beijO. alessandra.:)

candida disse...

gosto muito do teu blog.

un dress disse...

obrigada, exangue, pálida amiga,

que aí te espraias

à espera dum belo cavalo alado.


(a bordar um imenso lençol

no tecido esparso das

nuvenssssssss...)